O que é que a Janet tem...

... que nem todo Jackson tem?

...A resposta pode ser bem simples (e menos anatômica): Disciplina. Depois de anos de carreira, vários hits e uma dieta voraz, a cantora mostra que ainda tem pique e que a “doença” do irmão Michael não é um mal de família.
Janet acaba de lançar seu novo álbum, Discipline, que, embalado pelo primeiro single, "Feedback", atingiu o número 1 do HOT 100 Albuns, a parada mais disputada da revista Billboard.
Nem preciso falar que a Janet merece ter esse sucesso novamente, afinal de contas, apesar de seus problemas pessoais, ela sempre manteve sua música num nível bastante respeitável. E Discipline chegou num momento ótimo, por que a gente não agüenta mais ouvir Rihanna.
Discipline é basicamente R&B, mas flerta menos (ou quase nada) com o rap, diferente dos trabalhos anteriores da cantora. O plus do álbum é justamente a influência electro, já provada e aprovada por artistas como Justin Timberlake e Kanye West. Mas, diferente de seus conterrâneos, no álbum de Janet Jackson prevalece sua identidade, mesmo com a produção pesada que abusa de vocoders e ruídos tecnológicos de toda espécie.
Dançante e extrovertido, Discipline possui, além da ótima “Feedback”, um repertório que deve provocar algum barulho nas pistas. Canções como “Roolercoaster”, “2nite”, “So Much Betta” e a excelente “Rock With You” (segundo single do álbum), trazem todos os elementos necessários para cair no gosto dos clubbers: batida hipnótica, refrão grudento e voz robotizada. Há alguns momentos mais calmos, como “Never Letchu Go” e “What´s you name”, mas eles são menos importantes. O dom de Janet, herança dos Jackson e que se perdeu na turbulenta carreira de Michael, é justamente colocar o mundo para dançar.
Álbum: Discipline (Janet Jackson)
Nota: 8,0

2 comentários:

Bruno Monin disse...

Não sou muito ligado a Janet, a única música que conheço e que lembro de momento, é daquela que canta com o irmão, numa nave espacial, antiga!

O que não suporto é essa mistura que as cantoras pop fazem com o rap, que coisa horrível, tirou quase toda a graça do pop totalmente puro. Ainda bem que temos de volta o BackStreet Boys.

Jeff Santanielo disse...

ah, bruno... mas a Janet é uma cantora de R&B, assim como a Rihanna, Beyoncé e outras... R&B sempre flerta com o Rap, são ritmos parentes...

Mas eu tb prefiro o "pop puro"...